sexta-feira, 26 de outubro de 2012

louco negligência emprego, mulher e filhos por causa ,de CORINTHIANS

O serralheiro João Paulo Ribeiro largou mão de emprego, de presentes para os filhos no Natal e adiou a reforma de sua casa para estar presente nos jogos do Corinthians no Japão, em dezembro. Juntar a grana não foi fácil, conta o torcedor. Ele recebeu ajuda financeira de comerciantes da região Zona Norte, vendeu pingentes da taça da Libertadores em miniatura, fez rifa de um uniforme do clube e complementou com o valor combinado com sua saída do serviço.


A ideia do torcedor era pedir uns dias de licença para assistir ao Corinthians nos jogos do Mundial de Clubes. Mas o chefe negou o pedido. João então Oanunciou sua demissão.
“Emprego tem um monte. Corinthians só tem um. Eu falei pro patrão: ‘Me dá uns dias para eu ir para o Japão?’. Ele me respondeu: ‘Não dá, não dá’. Aí eu respondi: ‘Então me manda embora porque eu vou ver o Corinthians. Tô saindo”, sorriu o serralheiro, que deu entrada no visto japonês.

QUANTO JOÃO JÁ ARRECADOU PARA IR AO JAPÃO CONFERIR O CORINTHIANS

Vendeu pingentes da taça da LibertadoresR$ 750
Vendeu adesivosR$ 120
RifaR$ 100
Comerciante 1 (loja de esporte)R$ 400
Comerciante 2 (joalheria)R$ 300
AmigoR$ 300
IngressoGRÁTIS
TOTAL R$ 1.970
Pelo Corinthians, João Paulo diz ter feito várias loucuras. Ele já deixou a mulher no hospital para ver o time em Curitiba. A mentira, segundo ele, estava dando certo, mas foi descoberta durante o jogo.
“Eu falei pra ela que tinha aparecido um serviço em Curitiba. Ela estava grávida e precisava do meu apoio. Mas tinha jogo do Corinthians. Menti para ver o Corinthians. Foi em 2007, contra o Paraná. Mas a câmera da Globo me filmou. Ela me ligou durante o jogo e eu não atendi. Se eu atendesse, ela iria ouvir o barulho da torcida. Mas não adiantou porque fui filmado”, relembra.
Os ingressos para o Mundial no Japão ele não pagará. O torcedor informa que a Gaviões da Fiel reservou alguns bilhetes para os integrantes que possuem mais "milhas". Ou seja, viagens para ver o clube.
Ele esteve na La Bombonera e no Pacaembu, nas finais da Libertadores, no Paraguai, de ônibus, na fase de grupos da competição, entre outras excursões.
UOL Esporte fez uma pesquisa em um site de viagens e ir para o Japão, com voos de ida e volta e estadia de sete dias em hotel, não sai por menos de R$ 5,5 mil, fora os gastos com alimentação e transporte dentro das cidades e entre elas, já que o Corinthians joga primeiro em Toyota e depois em Yokohama.

“Não vai dar pra eu construir minha casa. Vou gastar muito na viagem. As crianças também não vão receber presentes no Natal. Mas eles e a minha esposa vão entender”, conta o torcedor de 33 anos.
Por isso, no Japão, o serralheiro desempregado disse que vai ficar na casa de um amigo.
'Ele é muito cara de pau', diz mulher
Mulher de João Paulo, Graziela Ribeiro diz estar acostumada com as aventuras do marido para assistir ao Corinthians. Segundo ela, não tem como convencê-lo a usar o dinheiro para reformar a casa ou a fazer um Natal completo para os dois filhos.
“Ele é muito cara de pau. Sempre faz isso. Toda vez ele vem com essa desculpa de que é por causa do Corinthians”. ( tá fácil emprego né ? prefere deixar mulher e filhos a verem navios, spo por causa de um time de futebol, tá o clube vai pagar sua reforma de casa, alias vai lhe dar uma nova, presentes pros seus filhos, emprego sólido e garantido até a aposentadoria gorda.
depois os filhos começam na droga ai pergunta pq ? que ex este cara ta dando ?
e um aviso, quem tem ficha suja não entra no JAPÃO, e se o corinthians perder, abaixe a cabeça e sai quietinho, pois cadeia lá não é mole igual aqui, lá preso TRABALHA.)
*Atualizado às 9h14 

Final da Libertadores - Corinthians x Boca Juniors




Foto 7 de 73 - Torcedores do Corinthians sobem em parte do alambrado do estádio do PacaembuMais Antonio Lacerda/EFE

Nenhum comentário: