sábado, 29 de setembro de 2012

novos bárbaros tacam fogo em escola no PARQUE SÃO BENTO EM SOROCABA


Alunos do segundo ano do período noturno da Escola Estadual Dulce Esmeralda Basile Ferreira, localizada no Parque São Bento, zona norte de Sorocaba, atearam fogo em uma sala de aula na última quarta-feira (26) e fecharam a porta para impedir a saída dos colegas.

As chamas danificaram várias carteiras e cortinas, estragaram a pintura da parede e estouraram os vidros da janela. A fumaça deixou estudantes com olhos e gargantas irritados. Alunas do sexto ano afirmaram que não foi o primeiro caso semelhante na escola nos últimos dias, havendo, inclusive, um vídeo gravado por celular e postado no YouTube no dia 19 deste mês. Uma mãe que não quis ser identificada relatou que seu filho, aluno da mesma sala, mas de outro período, teve aulas fora da classe devido ao forte cheiro de queimado e ao trabalho de manutenção para raparar a pintura da parece devido aos danos provocados pelo fogo. 

A diretoria da escola não quis se manifestar sobre o ocorrido, mas a Secretaria de Estado da Educação informou em nota que a direção deu início à averiguação das ocorrências registradas imediatamente e, tão logo os autores do vandalismo sejam identificados, serão adotadas medidas disciplinares necessárias. Ainda de acordo com a Secretaria, nos os dois casos serão acompanhados pelos dois professores-mediadores da unidade. A nota também afirma que a equipe gestora da unidade providenciou reposição das carteiras e dos vidros e que a escola tem intensificado projetos de conscientização sobre a importância da preservação do patrimônio público e das boas práticas de cidadania. "O projeto articula um conjunto de ações, métodos e ferramentas que visam disseminar e articular práticas voltadas à prevenção de conflitos no ambiente escolar, à integração entre a escola e a rede social de garantia dos direitos da criança e do adolescente e à proteção da comunidade escolar e do patrimônio público", informou a nota.

Na segunda-feira, uma reunião do Conselho da Escola, que tem representantes da direção, dos professores e dos pais, vai se reunir para examinar o caso.

Alunos do segundo ano do período noturno da Escola Estadual Dulce Esmeralda Basile Ferreira, localizada no Parque São Bento, zona norte de Sorocaba, atearam fogo em uma sala de aula na última quarta-feira (26) e fecharam a porta para impedir a saída dos colegas.

As chamas danificaram várias carteiras e cortinas, estragaram a pintura da parede e estouraram os vidros da janela. A fumaça deixou estudantes com olhos e gargantas irritados. Alunas do sexto ano afirmaram que não foi o primeiro caso semelhante na escola nos últimos dias, havendo, inclusive, um vídeo gravado por celular e postado no YouTube no dia 19 deste mês. Uma mãe que não quis ser identificada relatou que seu filho, aluno da mesma sala, mas de outro período, teve aulas fora da classe devido ao forte cheiro de queimado e ao trabalho de manutenção para raparar a pintura da parece devido aos danos provocados pelo fogo. 

A diretoria da escola não quis se manifestar sobre o ocorrido, mas a Secretaria de Estado da Educação informou em nota que a direção deu início à averiguação das ocorrências registradas imediatamente e, tão logo os autores do vandalismo sejam identificados, serão adotadas medidas disciplinares necessárias. Ainda de acordo com a Secretaria, nos os dois casos serão acompanhados pelos dois professores-mediadores da unidade. A nota também afirma que a equipe gestora da unidade providenciou reposição das carteiras e dos vidros e que a escola tem intensificado projetos de conscientização sobre a importância da preservação do patrimônio público e das boas práticas de cidadania. "O projeto articula um conjunto de ações, métodos e ferramentas que visam disseminar e articular práticas voltadas à prevenção de conflitos no ambiente escolar, à integração entre a escola e a rede social de garantia dos direitos da criança e do adolescente e à proteção da comunidade escolar e do patrimônio público", informou a nota.

Na segunda-feira, uma reunião do Conselho da Escola, que tem representantes da direção, dos professores e dos pais, vai se reunir para examinar o caso. ( notem que no vídeo há um adulto entre a molecada, tem de investigar isso ai.)

Nenhum comentário: