domingo, 16 de setembro de 2012

bebum , causa rebu em ônibus em SOROCABA




Dezenas de passageiros da linha Júlio de Mesquita viveram momentos de terror na tarde deste sábado (15), depois que um homem sacou um facão dentro do ônibus e passou a apontar para as pessoas que estavam no coletivo.

Apesar do susto, ninguém ficou ferido e o indivíduo armado, identificado pela polícia como Reginaldo Lima dos Santos, de 30 anos, foi detido acusado por porte ilegal de arma branca e encaminhado para a delegacia do plantão sul, onde causou mais confusão, pois desacatou autoridades e danificou a cela.
Segundo testemunhas, Reginaldo embarcou no ônibus no terminal Santo Antônio, pouco antes das 15h, e assim que o veículo saiu em direção ao bairro, começou a incomodar os passageiros verbalmente. 

Mas na altura da rua Sete de Setembro teria ficado mais agressivo. “Ele puxou uma faca enorme de dentro de uma bolsa e começou a passar na língua, até que apontou para uma moça e desesperou todo mundo” diz a doméstica Lúcia Godinho, 53. “Teve gente que tentou até pular pela janela”, afirma.
A aposentada Neila Marques, 62, foi uma das que mais se assustou,  pois estava ao lado do acusado, junto da filha e do neto, de apenas 2 anos. “Ele começou a dizer que podia fazer o que quisesse, e nós ficamos aterrorizadas”, conta.

A senhora lembra que logo que o homem entrou no ônibus percebeu que havia algo de errado com ele. “Estava visivelmente alterado”, diz.
Reginaldo foi dominado pelos próprios passageiros quando o ônibus se aproximava da Praça 9 de Julho, até a chegada da Polícia Militar.

Na delegacia/ Ao chegar na delegacia do plantão sul, para o registro do boletim de ocorrência, Reginaldo começou a xingar os policiais. Para evitar o tumulto, ele foi levado para a cela. Agitado e violento, ele rasgou a blusa de uma investigadora e do agente de telecomunicações. “Ele não estava apresentando ameaça e, de repente, ficou com o comportamento alterado”, diz a delegada Silvia Elmara Monteiro. 

Reginaldo responderá por porte de arma branca, desacato a autoridade e dano ao patrimônio público, já que danificou as paredes da cela. Ele continuará preso se não pagar a fiança.( um dos PMs que reside no mesmo bairro do elemento, ele seria trabalhador, imagine se não fosse.) 

Nenhum comentário: