quinta-feira, 26 de maio de 2016

estupro coletivo, 30 homens abusam de garota no RJ

Estupro coletivo revolta cariocas
Nesta quarta-feira, 26, a menor que aparece em um vídeo divulgado na internet confirmou que foi vítima de um estupro coletivo. De acordo com a vítima, ela foi dormir na sexta-feira, 22, na casa do namorado, acordando apenas dois dias depois, do domingo, 24. Quando acordei tinham 33 caras em cima de mim. Só quero ir para casa”, teria dito a garota de acordo com informações do jornal ‘O Globo’ em reportagem publicada nesta quinta-feira, 26.
A jovem em questão tem 16 anos e mora em uma comunidade do Rio de Janeiro. Ela passou o dia fazendo exames no Hospital Maternidade Maria Amélia, onde foi avaliada por ginecologistas. A adolescente também foi avaliada pelo Instituto Médico Legal (IML) e prestou depoimentos à polícia civil. 
De acordo com informações do ‘Jornal Hoje’, da TV Globo, três dos agora trinta e três homens foram identificados. A polícia já mandou fazer a prisão preventiva dos suspeitos. A jovem foi ouvida na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI). Quem também apura o caso é o Ministério Público do Rio de Janeiro. De acordo com o órgão, mais de 800 denúncias foram enviadas desde o início da repercussão.
  
O crime foi descoberto depois que um dos homens envolvidos postou um vídeo exibindo a menina nua no Twitter. Ele abre o órgão genital da menor e comemora o fato dela não ter conseguido aguentar fazer sexo com tantos homens ao mesmo tempo. O microblog de 140 caracteres decidiu não só excluir a publicação, como banir o usuário, conhecido apenas como “Michel”. 

Depoimentos de familiares

Mais cedo, quem havia falado sobre o caso foi o pai da menor. Chorando muito, ele conversou com jornalistas e disse que a filha só gritava de dor, preferindo não falar sobre o caso. A avó da menor também conversou com a rádio CBN, quando disse que a adolescente é usuário de drogas e que tem um filho de três anos. Segundo a avó da vítima, não havia informações anteriores de outros estupros, mas que eles cuidariam da jovem agora. Ela tem histórico de outras fugas de casa para se drogar.
LEIA TB 
( agora vem as pedradas, ah mas era drogada, tinha namorado, fugia de casa pra se drogas, pais não tinham controle, agora paga de coitada, pô e os caras ? foram educados como ? isso ai é ser macho na visão deles ? 
tb podem falar ah ela topou, depois quis sair fora dizendo estar arrependida, blá,blá,blá  de advogado porta de cadeia querem ver ? sempre culpam a mulher, infelizmente vale a vigilância dos pais, não é apenas pra meninas e principalmente os meninos, afinal o machismo reinante neste pais cria situações como essa.
agora tranca estes 30 ou mais de 30 na cadeia, pra saírem piores do que são, pois cadeia não resolve nada. 

Nenhum comentário: